#2 – Estudar em UK, duvidas, como sei que estou pronto/a ? Como é que eu soube?

Bem-vindos ao meu segundo post aqui no Blog!

Antes de te explicar passo a passo como consegues fazer a tua candidatura, deixo-te aqui algumas perguntas que me ajudaram a perceber se ir estudar em UK era realmente o que eu queria e precisava. Quando eu pensei em vir estudar para UK a minha ideia era que  a única coisa a fazer era a candidatura à universidade, ser aceite e pronto (eu tenho família em UK logo a estadia não era uma preocupação). Mas não, há muitos outros fatores que com o passar do tempo eu fui descobrindo e deixo-os aqui todos para te ajudar assim como me ajudaram a mim!!

Para darmos este passo tão grande temos que estar cientes de tudo o que vamos abdicar e ganhar, sejam essas coisas boas ou más, independente do quão precipitados e aventureiros sejamos.

Sim, estudar em UK numa Universidade de prestigio, conhecer outros mundos, outros estilos de vida, outros métodos profissionais, ter grandes chances de emprego, conhecer pessoas de todos os cantos do mundo, viajar, crescer, self-knowledge, é tudo incrível contudo é preciso ter a certeza do grande passo que vamos dar. Saber se vamos aguentar as saudades de casa, se nos vamos conseguir sustentar os 3 anos ou mais de curso, conhecer o local onde vamos morar e prepararmo-nos psicologicamente para a adaptação, pensar se é mesmo a altura ideal para o fazer ou mesmo se estamos realizados na cidade onde estamos a morar atualmente!

“ É isto que eu quero para a minha vida?”, “ Estou pronto/a para me tornar completamente independente? “ e por fim “ Consigo sustentar-me ? “.

Utilizar o nosso coração é uma parte muito importante em todo este processo contudo analisar se temos as possibilidades de nos sustentarmos é algo fundamental.

Na verdade, eu acho que 70% de todo este processo é intrapessoal. É algo que temos que analisar sozinhos e ser completamente honestos com nós próprios.

Tudo começa com um sonho. É um clichê enorme mas é verdade! Até que nível queres conhecer novos mundos? Que sonhos tens? Consegues realizar a jornada? E claro, a típica “ Onde te vês daqui a 10 anos? “

Tudo perguntas para discutires contigo mesmo! Na verdade tudo isto é um processo até realizarmos o que realmente queremos, e o processo é o que faz de nós quem somos! Temos que o saber escolher em prol do que queremos realizar no futuro mas mais que isso, em prol de quem iremos ser no futuro.

Quando é que eu sou que estava preparada?

Bem, eu soube que estava preparada quando respondi a todas as perguntas a cima feitas e fui 100% honesta comigo sobre as minhas capacidades!

A vida profissional não é tudo mas é uma grande parte, é onde vamos passar a maior parte do nosso tempo. É parte do que vai decidir se chegamos a casa felizes e se estamos com disposição para falar e estar bem com a nossa familia e isso é extremamente importante para mim. É o que nos vai fazer ter a oportunidade de conhecer novos sítios, provar novas comidas, criar uma família, enfim todo o tipo de planos.

E um dos maiores prazeres certamente é ser pago por algo que fazemos com toda a vontade porque adoramos o que estamos a fazer!

Bem, não sei como acontece no teu caso, mas no meu, o meu país não só não tinha o curso especifico que eu queria como também a taxa de empregabilidade que as faculdades ofereciam, embora fossem boas eu sabia que conseguia melhor fora, logo juntei o útil ao agradável. Além disso o género de trabalhos que são feitos, relacionados com a minha área, não são bem o que eu quero para o meu futuro profissional. Daí eu querer aprender novas técnicas e levá-las mais tarde para o meu país.

Conhecer outras pessoas, outras nacionalidades e costumes, melhorar o meu inglês e conhecer outras técnicas de trabalho é também algo que eu sempre quis experienciar. Estes foram os meus maiores motivos para me candidatar. Os meus 70% intrapessoais.

Uma vez que me apercebi de tudo o que queria e de tudo o que não queria perguntei-me “ Sou capaz de me sustentar ? “. Aí estão os outros 30%, o dinheiro.

No que toca a esta parte, já nem tudo é de coração. Como já era de esperar, toda esta experiencia vem com um preço a pagar, literalmente um preço a pagar. É necessário dinheiro para as propinas da escola que rondam as 9225 libras, dependendo dos cursos, o alojamento, não vos consigo dizer um valor pois varia muito de local para local, dinheiro para os materiais, eventuais visitas e o chamado “ dinheiro de bolso ” que precisas para ires sair e te divertires com amigos.

Em relação ao preço das propinas e da acomodação, se não tens tantas possibilidades, não te preocupes pois ainda tens a oportunidade de ter a bolsa de estudos. Faz pesquisas sobre isso e informa-te o que podes ou não ter tendo em conta a tua situação financeira atual. Irei falar mais tarde no blog sobre como te podes candidatar à bolsa!

Bem esta foi a minha experiência para perceber que queria mesmo entrar nesta aventura!

E a tua, quais são os teus 70% motivacionais e os teus 30% financeiros?

Espero que consigas responder a todas as perguntas e dessa forma perceber se queres mesmo ir, ponderando sempre em tudo o que é bom e tudo o que é menos bom.

Se continuares com dúvidas não te preocupes, leva o teu tempo para pensar! Vou falando aqui sobre a minha experiencia que não sei se irá ser positiva ou negativa mas certamente irá ser honesta.

Se te sentires à vontade conta-me a tua decisão em relação a esta aventura, fico à espera!

Quero apenas dizer que esta publicação é apenas para ajudar a esclarecer quem tem a ideia de estudar em UK contudo ainda não tem a certeza e não sabe por onde começar.

Espero ter ajudado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s