#7 – Londres

image

É difícil escolher destinos para visitar, contudo Londres foi o primeiro local que tinha em mente conhecer, entre muitos outros que por aí virão. Todos os sítios que visitamos trazem-nos coisas diferentes, quer sejam elas boas ou más, e Londres não foi excessão à regra.

Londres deu-me a oportunidade de conhecer pessoas incríveis de diferentes nacionalidades, diferentes países e consequentemente, diferentes costumes. Contudo todas elas incríveis, com todo o tipo de histórias de vida. Não poderia estar mais feliz e realizada após Londres. 

Os lugares são feitos de pessoas e cada vez mais acredito nisso!

O hostel da juventude onde fiquei alojada com as minhas 3 amigas era bastante estranho, mas foi isso que me fez conhecer tantas pessoas!

Quando fizemos a reserva dos quartos, online, já sabíamos que íamos partilhar o quarto com 6 pessoas desconhecidas. Contudo, quando eu e a minha amiga entramos e vimos 4 beliches (que equivale ao alojamento de 8 pessoas), caiu nos a ficha e apercebemos-nos que íamos mesmo dormir com 6 pessoas que não conhecíamos de lado nenhum! Tenho a dizer que foi bastante estranho e assustador mas a reação das duas foi rir mal percebemos o que estava a acontecer!

Começamos a desfazer as malas e fomos ter com as outras duas amigas às escadas que separavam os andares dos nossos quartos. Ficamos a comer e a falar até que, por volta da 1h da manhã, ganhamos coragem para ir dormir num quarto com outras pessoas.

Partilhamos o quarto com 3 rapazes que eram da Grécia, e outros dois de França. A lingua que usámos para falar entre nós era a lingua inglesa.

Neste hostel conheci mil e uma pessoas. Passamos as 3 noites a falar, a trocar ideias, a falar sobre os pontos em comum de cada nacionalidade, entre mil outras coisas. Aprendi jogos de cartas completamente diferentes dos nossos em Portugal e diferenças culturais foi o que mais conheci nesta viagem.

Incrível como todas as pessoas estavam lá por motivos tão diferentes, sejam eles viajar pelo mundo após acabar a universidade, paragem por Londres para conhecer a cidade, pessoas que não sabiam o que seguir na universidade e decidiram tirar uns dias para pensarem. Ou até mesmo pessoas que estavam em Londres apenas para fazerem um trabalho e no dia seguinte partiam para outros locais.

Embora tenha andado mais a pé, o transporte que mais utilizei foi o underground. É o tão conhecido “ the tube “, o metro de Londres.  O underground está sempre cheio de pessoas, algumas vestidas com fatos e gravatas prontas para ir trabalhar, outras com malas pois acabavam de chegar a Londres, crianças com mochilas para ir para a escola, todo o tipo de nacionalidades juntas no mesmo espaço. É incrível a quantidade de vidas que há em Londres!Todas elas atarefadas. Arrisco-me mesmo a dizer que, de em todos os sítios que eu visitei, Londres foi o local com mais pessoas de todas as nacionalidades. O trânsito é terrível por isso a maior parte das pessoas escolhe deslocar-se de Underground. Há mesmo muita gente. No segundo dia, só à terceira vez é que conseguimos entrar no metro porque estava sempre muito cheio. Cheguei a ver uma fila com cerca de 200 pessoas à espera para conseguir entrar no tube.

Estive em Londres para visitar as agências de publicidade mais conhecidas, logo não consegui visitar e ver tudo o que gostava pois uma grande parte da manhã e da tarde foi passado em agências Publicitárias. Contudo penso que visitei imensos locais em apenas 2 dias, pelo menos visitei os 4 que tinha planeado conhecer. Acordei todos os dias ás 7h da manhã e deitei-me sempre depois das 3h contudo valeu cada hora acordada.

Os locais que mais gostei foram: a China Town, Town Bridge e Oxford Street. 

China Town foi sem dúvida o sítio de Londres que eu mais gostei. O sentimento é inexplicável, é mesmo incrível. Identifiquei-me com tudo o que contam sobre o local. As decorações são fascinantes e são ainda mais bonitas ao vivo, cheias de cores e sentimentos. As opções para visitarmos em China Town são muitas. Temos a loja dos M&M’s que é gigante, com cerca de 3 andares e tudo o que seja acessórios/ roupa existe lá, com formas e feitios alusivos à marca M&M’s.

Ainda pelas ruas de China Town, conseguimos sentir o cheiro da comida chinesa, que é fenomenal. Eu nunca tinha comido comida chinesa pois andava a evitar mas tive mesmo que experimentar. A primeira vez que comi comida chinesa foi na China Town, que bom começo! ahahah

O que mais gostei foi a padaria que eles tem só de bolos chineses. São sem duvida os melhores bolos que eu já comi, são mesmo muito bons. Se forem a Londres não se esqueçam de provar os bolos deles, a sério!!

Comprei um bolinho da sorte. A frase que me saiu dizia algo relativo a não desistir dos meus sonhos de adolescente e vivê-los ao máximo, e era sem duvida o que eu estava a fazer no momento.

O bairro é tão movimentado, é impossível alguém se sentir sozinho naquele local mágico. 

Londres tem muitas pontes, contudo a Town Bridge é a mais contemplada e eu não entendia o porquê. Mas depois de ter estado lá e ter visto com os meus próprios olhos percebo a reputação que esta tem. É incrível a vista, e quando a atravessamos conseguimos ter uma visão completa do rio, é lindo. É sem duvida um Must See em Londres. Há também a opção de subir ao topo e caminhar sob o patamar de vidro onde se consegue ver a cidade através do mesmo. Que incrível!

Oxford Street é a Rua Santa Catarina, no Porto 100x maior. É com todas as variedades de lojas, desde as maiores marcas até às mais pequenas. A Primark situa-se nessa avenida e é a maior Primark que eu já visitei. Tudo o que possam imaginar encontram lá!

Para quem adora compras, como eu, visitem esta rua! Mas com tempo porque há todo um mundo para ver!

O tão famoso Big Ben não poderia faltar aqui! Eu escolhi uma má altura para visitar Londres pois o Big Ben ainda se encontravam em obras. Contudo posso vos dizer que é ainda maior do que parece em fotos e toda a paisagem em redor é mais do que incrível!

Numa próxima visita a Londres, desta vez com mais tempo espero, irei fazer a visita guiada e conto vos tudo sobre o Big Ben com pormenores!

Estes são os 4 pontos que eu tinha agendado visitar em Londres. E consegui visitar todos!Gostava também de ter tido tempo para ver algumas galerias de arte e museus de história contudo já não consegui. Mas certamente irei ter mais tempo para o fazer, já estou a preparar a próxima viagem e irei contar tudo!!

Visitei também Victoria center, que é um pequeno distrito na cidade de Westminster. Este tem imensos monumentos/torres para visitar, todas elas com o típico e tradicional estilo de Londres. Podem encontrar algumas das fotografias dos monumentos no meu instagram! São monumentos com muita história por de trás. Visitei numa igreja enorme com uma exposição que relatava a história desta. Nesta havia também uma venda de posteis e vários objetos de natal, feitos à mão, para a caridade. Todo o espirito natalício já existente na cidade fez tudo ainda mais especial e único!

Tive a oportunidade de visitar um dos PUB bares em Londres, com alguns amigos. Este bar que eu visitei é todo em madeira escura, gênero clássico, onde toda a gente bebe whiskey. Não sei se vocês acompanhavam The Vampire Diaries mas se o faziam, sabem aqueles bares onde o Damon ia beber para esquecer os problemas? São exatamente esses. Com música jazz a tocar de fundo. E as vozes com sotaque britânico a falar todas em simultâneo. Eu acho que só quem visita um bar destes é que sente o quão igual ao dos filmes é. É muito incrível mesmo!

Passei também por outros locais como o Parliament Square, Lambeth, King’s College London entre outros. Todas estas ruas são semelhantes o que relatei anteriormente. Todas com o típico estilo clássico e British que Londres transmite.

No geral, estes dois dias acrescentaram-me muito. Tanto a nível intelectual pois conheci inúmeros sítios e culturas, como a nível pessoal pois sinto que estou muito mais completa e independente após Londres. No geral, acho que é o que viajar nos faz sentir. Londres foi muito especial e eu vou sem dúvida regressar e explorar o que não consegui em dois dias! Galerias e museus me aguardem!!

Se estás a pensar visitar este local, o meu conselho é que leves roupa quente, calçado confortável, uma power bank, uma garrafa de água e algo para comeres durante o dia. E aconselho também a ficares num Hostel da Juventude porque conheces inúmeras pessoas como eu referi anteriormente! É muito gratificante acredita. Eu e as minhas amigas ficamos no Astor Hostel e recomendo imenso!

Espero que tenham gostado e que tenham tanta vontade e energia para ir a Londres como eu tive e ainda tenho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s